21.4.10

O show da Madonna ano passado e por que sou angolana.

Tudo começou com a notícia. Corri esbaforida para avisar a Mette.
- Madonna vai tocar em Oslo em julho.
Lembro dela franzindo a testa... - Naaah!
- Sim!
- Naaaaaaah!
- SIM!
- Sério?
- SÉRIO! Vamos?!
- Vamos!
Dias depois os ingressos para o show estavam a venda...e se esgotaram em meia hora. Os cambistas estavam PIRANDO, com ingresso custando 5000 kr - a área VIP custava 1000 kr nos postos de venda oficial. Como fiquei chateada no dia, era um dos poucos shows que eu sempre fiz questão de assistir. Vai que ela se aposentasse depois dessa turnê? Ou morresse? Iria morrer de raiva para o resto da vida.
Eis que começam a marcar shows extras em várias cidades da europa e Oslo também foi premiada. Com o show um dia antes do primeiro show oficial! Lógico, teve gente rasgando o cu de tanta raiva e reclamando da "perda da exclusividade". LOL. Conseguimos comprar para esse dia - depois foi remarcado para DOIS dias antes do primeiro show. Ou seja, só alegria.
Viajamos separadas para Oslo um dia antes. Fui mais cedo porque OPA, RS, mais barato. Passei a noite me divertindo com Ale e Fabs. Até jogador de futebol brasileiro encontramos.
Ok, dia do show. Combinei com a Mette umas 16:30 para saírmos do hotel. Sugeri pegarmos o metrô, mas ela disse:
- Nah, não, a minha amiga me ensinou um trajeto que é assim...
E explicou o trajeto. Bem, eu continuava achando o metrô mais fácil, mas como a norueguesa é ela, fiquei quieta. Pegamos o bonde, mais um ônibus e...saltamos no lugar errado, a quilômetros de distância do estádio. Nos jogamos no táxi que um grupo de mulheres tinha sinalizado para parar e achamos o lugar certo.
Uma coisa que pude constatar é que norueguês é um povo bem tranquilo para assistir show. Ao contrário de nós, brasileiros. Lembra o título do post? Gente, brasileiro NÃO TEM NOÇÃO na hora de assistir show. Não é porque canta, pula e grita durante o show, mas sim porque não sabem se comportar! Empurram os outros, gritam no ouvido das pessoas BEEEM antes do show começar - obviamente tudo em português, porque nego acha que português é sindarim e acredita que ninguém entende o que ele está falando. Durante um dos vários empurra-empurra, um cara pediu para tomar cuidado porque tinha criança ali. Uma vagabundinha falou em português:
- Aqui é show para adulto, criança tem que ficar em casa.
Não dá vontade de matar?!
Um outro resolveu fazer xixi no copinho porque não queria perder o lugar. Aaaah, um norueguês ouviu e começou a gritar com o cara, chamando-o de porco. O brasileiro ficou todo sem graça e definitivamente perdeu o lugar, pois teve que sair de fininho ou apanhava. Uma brasileira ainda teve a coragem de falar:
- É só xixi, gente!
A minha vontade era de falar em norueguês "então deixa eu mijar em você, já que é só xixi"! Mas sabia que se eu abrisse a boca, me estressaria. Enquanto isso, Mette me zoava e cutucava, dizendo:
- Olha aí, são os teus conterrâneos!
- Meus? Menina, nasci e cresci em Angola, conheço essa gente não!
Paul Oakenfold começou a tocar e obviamente uma brasileira foi mostrar as tetas para o cara. Ninguém mais fez isso, só ela. Se fosse o show do Kiss, entenderia, mas né...
Demorou um pouco mais de uma hora para a Madonna subir ao palco. Foi ótimo vê-la de perto, apesar de me assustar tensamente porque socorro a véia é feia! O show foi seco, ela animou muito mais no Brasil, mas a apresentação em si foi impecável...Umas duas meninas me levantaram para ver o show, a que estava atrás me puxou e eu quase caí! Filha da puta! O mais engraçado foi eu ensinando a Mette a se enfiar nos buraquinhos entre a multidão para abrir lugar - all hail a minha experiência de shows de heavy metal!
Na volta do show, Mette teve a brilhante (not) idéia de andar até Oslo. Aham. Andamos, andamos, andamos, combinamos de comprar comida, paramos para comprar a janta dela e quando eu compraria um kebab para mim...a tonta SE JOGA na frente de um ônibus para pegá-lo, crente que estava indo em direção a Oslo! Só me restou correr atrás da criatura. Ainda comentei que o ônibus dirigia em direção errada, mas ela disse que tinha CERTEEEZA que ia para Oslo. A sorte é que eu achei no chão do busão um panfleto com todas as paradas do ônibus. Descemos no outro ponto, só para descobrir que não tinha mais ônibus circulando!
- O que vamos fazer?! - perguntei.
- Não sei...
Conseguimos pedir informação na rua. O rapaz avisou que andar de lá até Oslo demoraria, então só restou chamar o táxi...
- Kelly, me empresta teu celular porque o meu está sem bateria e...
- OIQQQQQQ? Eu nem trouxe celular!
Mette teve que ligar com o celular apitando porque a bateria estava quase descarregada. E o pior de tudo, como demorou para conseguirmos contactar a operadora de táxi! Quando o taxista chegou, avisei para ela:
- Essa corrida você paga sozinha!
Chegamos no hotel exaustas, mas rindo. Fui embora cedo no dia seguinte, com memórias ótimas e péssimas dos dois dias em Oslo. Agora é torcer para um milagre e que o povo brasileiro que estava na área vip no show da Madonna em 2009 em Oslo TENHAM EDUCAÇÃO EM OUTROS SHOWS. Grata.

1 comentário:

Engraçadinha disse...

Não dá pra acreditar. Não tinha q ser assim. Infelizmente foi né?
Não dá pra generalizar e dizer q todo brasileiro faria xixi no copinho.
Gente ignorante tem em todo lugar.
Gente perdida tem em todo lugar. Até a sua amiga norueguesa q só te botou em furada.
Foi vc mesma quem contou em outro post q norueguês não respeita fila. Nós sim, e aí?

Eu ainda sou brasileira.